quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Evitando comparações

É praticamente impossível evitar fazer comparações entre os filhos, ainda mais gêmeos. Isso que os meus são bivitelinos! O fulano andou primeiro, o ciclano faou primeiro, etc. Bom, mas faço um esforço para não ficar comparando os dois. Quando nasceram, a Isabela era a pimentinha, enquanto o Antônio era a paz em pessoa. Hoje é o contrário.
Irmãos gêmeos estão sempre juntos e agem em conjunto (ainda mais quando é pra fazer arte). Eu achava que isso era bom, mas não acho mais. O Antônio é totalmente dependente. Ele PRECISA estar o tempo todo perto da mana e fazendo TUDO o que ela faz. Ela não, é totalmente independente de todos. Na rua vai para onde quer, em casa brinca com o que der na telha e assim por diante. Essa semana deixei ela dormir uma noite lá na minha mãe. No outro dia levamos apenas o Antônio para a escolinha. E foi bom. Cheguei à conclusão de que é bom mante-los separados de vez em quando.
A atenção é a mesma para ambos, mas às vezes o Antônio nos suga demais, sabe. Ele quer ser o centro das atenções sempre. E como fala mais que uma vitrola, acaba nos deixando envolvidos com ele.
Volta e meia deixamos um na casa da vovó para dar toda a nossa atenção a um filho só. Claro que amamos ter os dois por perto, mas é bom fazer programas de mãe e 1 filho de vez em quando.
Beijinhos***

4 comentários:

Renata disse...

Interessante, Camila! Os meus ainda tem só 8 meses, e é exatamente assim. No início, o Raul era o tranquilão e a Carolina a mais agintada. Agora está mudando, ela é mais paciente, sabe ficar mais tempo entretida com os brinquedos. Já ele, nossa, se está brincando e me vê,... já começa: "da, da, da,..de de de de" e ai vai até eu pegá-lo.
Quando ele me vê (e fico até super feliz!) é aquela festa, SEMPRE! Todos já dizem: "Chegou tua amada, Raul". A Carolina é mais na dela e demonstra seu amor se agarrando e fazendo carinho no meu rosto e se esfregando toda... uma fofa.
Mas vejo que muito provavelmente será como os teus, do modo que descreves.... Vamos ver mais adiante.
Um grande beijo.

Camila disse...

Concordo totalmente!! Os meus são univitelinos e muito diferentes, tomo o maior cuidado com as comparações e procuro sempre mantê-los um pouquinho sozinhos um do outro. de vez em quando é bom, né?! Pra eles e pra gente curtir um por vez tbem!
Bjos,
Camila
http://mamaetaocupada.blogspot.com/

Cris :-) disse...

Interessante mesmo... os meus também já inverteram o comportamento mais de uma vez. Nas brincadeiras volta e meia estão brincando de coisas diferentes e concordo contigo sobre de repente não ser legal essa dependência, mas acho que na medida que vão crescendo vão se sentindo mais seguros e assumindo um papel mais independente, acredito que aconteça naturalmente.
Quanto a fazer programas com um filho só, pode ser interessante mesmo... nunca fiz.
Mas se um tá longe não fica faltando um pedaço?
Bj

Juliana Doerner disse...

Aqui em casa ainda não sei quem é mais esperto... Um dia um esta de um jeito, no outro dia é o outro que esta... E assim vai! Mas conforme vão crescendo vou descobrindo... bjs