quarta-feira, 19 de maio de 2010

Se fosse só 1 será que seria mais fácil?

Será que seria mais fácil se fosse só 1? Nos perguntamos diversas vezes, principalmente nos momentos de crise. Volta e meia deixamos uma das crianças na casa de uma avó ou dinda, para dar um descanso pra nós. E é uma beleza! 1 filho só é bem mais tranquilo do que 2 furacões! Mas bate uma saudade...Parece que falta algo, sabe. Por mais tranquilo que seja, a gente não consegue relaxar totalmente, fica com um vazio. Depois de ter gêmeos é difícil o casal ter tempo para namorar, sair, jantar fora e até mesmo comemorar o dia dos namorados a dois. Pois eu e o meu marido não podemos reclamar. Desde pequenos sempre deixamos as crianças na casa de um ou de outro para sair um pouco, ou até mesmo para ficar em casa vendo um filminho. Acredito que por mais difícil que seja a separação, é necessária para preservar o casamento. Diversas vezes mudamos o local do churrasco lá pra casa por causa deles, mas não desmarcamos a festa! Outra coisa que faz bem para todos é ter um tempo para ficar só com uma das crianças. De vez em quando pego um deles e vou passear na pracinha, ou levo a praia, fizemos coisas de mãe e filho, sem o mano ou a mana para dividir a atenção. Faz bem para eles se sentirem amados e verem que não gostamos mais do outro do que dele, o amor é igual. Mas respondendo a pergunta, acho que não seria mais fácil não. Com dois, aprendemos a dividir, e eles também aprendem a dividir o pai e a mãe, o mano/mana é como um companheiro, parceiro de arte. E é bom também pra aprender a se defender, a brigar pelo que quer. Enfim, se pudesse voltar no tempo e mudar alguma coisa, com certeza não seria o meu número de filhos!!!

Nenhum comentário: