sábado, 24 de abril de 2010

O desfraldamento

Verão passado as tias da escolinha começaram a fase do desfraldamento. Me pediram para mandar na mochilinha deles nada mais, nada menos, do que 6 calcinhas e 6 cuecas todos os dias. Certo, corri às compras de calcinhas e cuecas de monte (sim, né, façam as contas!). Na primeira semana vinham quase todas molhadas, mas com o passar dos dias o número de calcinhas e cuecas limpas ia aumentando. Tinha dias que eles não sujavam nenhuma! Era uma alegria. Só que elas pediam que nós também os deixasse sem fraldas em casa. No primeiro dia me emocionei e deixei. Meu tapete novinho da sala foi batizado e descobri que esse negócio de tirar a fralda de DOIS não é pra mim. Então decidi esperar eles treinarem mais um pouco na escolinha pra depois tirar em casa. O Antônio estava indo muito bem, fazia todas as necessidades no peniquinho, era um moço! Fiquei bem orgulhosa. A Isabela não. Parece que tinha medo e não ficava sentada no penico. Nas férias, eles ficaram 30 dias em casa, mas eu não me empenhei em deixa-los sem fraldas por falta de paciência. Acredito que seja cedo pra eles entenderem quando estão com vontade de fazer xixi, por exemplo. Acho que toda a criança tem a hora certa, elas mesmas se dão conta de que não precisam mais usar. Mas, para minha surpresa, ao voltar pra escolinha, já na turma dos sem fralda, eles só progrediram! A Isabela mesmo chega em casa, tira a calça, a calcinha, senta no penico e faz o que ela está com vontade. Aí depois vem me mostrar toda faceira e vamos em comitiva até o banheiro dar tchau pro xixi. Só coloco fralda nela na hora de dormir. Já o Antônio que eu pensei que seria mais fácil, regrediu. Não quer saber de usar o penico por conta própria. Aí tenho que colocar ele de 10 em 10 minutos! Não dá, né? Resumindo: o Antônio fica de fralda e a Isabela não!

Nenhum comentário: